quinta-feira, 12 de novembro de 2009

UM MUNDO CATITA

É um mundo insólito de venturas e desventuras, turbulento, confuso e caótico.
Um mundo faz-de-conta, imprevisível, de sonho, erótico e de utopia.
Um mundo das coisas do dia-a-dia, da comédia, da depressão, da fantasia e da alegria.
Um mundo excessivo, impensável, em convulsão e em explosão.
Mas é também um mundo real, humano, sensível e com coração.

Foi-me dada uma pequena participação como “Empresário do Coliseu”.
Dispensaram-me uma simpatia e amizade que me tocou e deram-me uma importância que me transtornou.
Sai da experiência a “bater na lata”, com o ego dilatado e tiques narcisistas como se pode ver.


6 comentários:

  1. Desconhecia os pormenores...Que grande artista! Devia continuar...

    ResponderEliminar
  2. E esta hem?...
    Quando pensamos que o Luís anda em viagem, ele surpreende-nos numa incursão através do mundo cinematográfico. Deixa que os pés levitem através da tela participando em aventuras de magia e fantasia.
    Parabéns. Fico feliz por si caro amigo.
    Tem presença, mas não é novidade, foi por isso que o convidaram para o papel!
    Beijinho de bom fim-de-semana.
    Dida

    ResponderEliminar
  3. Estas honras e este culto
    Bem se podiam prestar
    A "empresário" de grande vulto
    Como aqui se pode constatar.

    (Cajoco)

    ResponderEliminar
  4. Agradeço a todos comentários tão amigos. Deixaram-me sem palavras.
    Convidaram-me para o lançamento do DVD, ofereceram-me um exemplar e autorizaram-me a montar um video. Pessoas sem preconceitos e sem complexos o que não é normal. A normalidade é, normalmente, coisa bem ruin.
    A todos envolvo num grande abraço.

    ResponderEliminar
  5. Apreciei o "restyle" desta montagem e gostei. Os efeitos de transição são bem conseguidos. Na fase inicial a música não permite a audição dos intervenientes. É mesmo assim?!...
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  6. Procurei dar uma retrospectiva em camara lenta. Desta forma foi intencional. Quanto aos efeitos foram retirados do próprio filme, também gostei. Um grade abraço.

    ResponderEliminar