sexta-feira, 30 de setembro de 2011

VIENA I – CAPITAL DA MÚSICA





A CAPITAL DA MÚSICA EUROPEIA
Viena de Áustria estava no meu imaginário como a capital europeia da música, palco de Haydn, Schubert, Mahler, Mozart, Beethoven e tantos outros. Um analfabeto musical como eu fica extasiado com qualquer deles, em particular com a Nona Sinfonia, grito de alegria e de liberdade, talvez porque a Áustria escapou à cortina de ferro que esmagou durante décadas grande parte dos países vizinhos. Ao chegar ao Hotel informei-me dos espectáculos ao ar livre, de preferência gratuitos. Na Rathausplatz, praça em frente à Câmara Municipal, há concertos em ecrã gigante, em todo o mês de Julho. Uma vista de olhos pelo mapa da cidade para concluir que podíamos ir a pé - 20 minutos para cada lado. Á distância já era audível o som da música clássica e á medida que nos aproximávamos o ruído de uma enorme multidão de jovens, de copo na mão, em animada cavaqueira. Não tinha conta o número de balcões lojas e restaurantes de comes e bebes. A crise não passou por ali. Em frente ao majestoso edifício da Câmara Municipal pontificava um gigantesco ecrã e um enorme anfiteatro com centenas de lugares sentados e outros tantos em pé. Do outro lado do Parque ergue-se o Burgtheater palco da estreia de As Bodas de Figaro de Mozart. Coros e orquestras interpretavam clássicos e não resisti a gravar um pequeno vídeo com a máquina fotográfica, uma minúscula Sony Z1 que embora não prime pela qualidade tem a vantagem de pesar 120 gramas.

Sem comentários:

Enviar um comentário