quinta-feira, 8 de outubro de 2009

CONTENTORES EM ALCANTARA

ESPECIAL ELEIÇÕES - AUTÁRQUICAS 2009 - CML
Nunca vi um politico tão comprometido como o Sr. António Costa quando, no programa indicado, ontem promovido pela RTP, foi confrontado com a "negociata" da duplicação dos contentores em Alcântara.
É verdadeiramente assustadora a forma como, nas costas dos cidadãos, os Senhores a quem entregamos o nosso voto o utilizam para hipotecar a cidade.
Quando menos esperamos já está o "negócio" fechado e nem mesmo o Tribunal tem poderes contra tais processos.
Desta forma, para que serve o Tribunal de Contas ?
Considerou o "negócio" ruinoso para a cidade. Quais as consequências?
Aqui deixo o meu apreço a Miguel Sousa Tavares, dos primeiros a denunciar mais este caso.
O seu artigo, publicado vai para um ano, mantém toda a actualidade pelo que aqui fica o seu endereço:
http://www.lisboaetejoetudo.org/index.php?ID=8275&pagina=12
Vale a pena ler
.

5 comentários:

  1. Olá Luis, de política, pouco sei e pouco me interessa!!! mas as fotos são muito boas. Ângulos bem escolhidos e enquadramentos bem feitos. Temos um fotografo pela frente! Parabéns.

    ResponderEliminar
  2. Belas fotos de Lisboa.
    Nem falo de politica pois estou irritada.
    Bom fim de semana e um abraço.
    flordeliz

    ResponderEliminar
  3. Obrigado Angela e obrigado Dida pelo ânimo que me vão dando.
    Lisboa é uma cidade lindissima, com paisagem interior, o que favorece as fotografias.
    Bem merecia melhor tratamento, em lugar de ser objecto de negócio.
    Já somos dois a estar irritados, Dida.
    Quanto e termos fotografo,é excessivo, Angela. Nada "acontece" nas minhas fotos!
    Já não digo o mesmo quanto aos trabalhos da Angela onde "acontece" uma forte ligação à natureza.
    No caso da Dida toca-me o "sentido do humano" que tanto valorizo nos seus trabalhos.
    Continuem, que vou passar a estar mais atento.
    Grande abraço.

    ResponderEliminar
  4. O Mágico Luis de Matos não resolveria o problema?

    Cajoco

    ResponderEliminar
  5. Mágico por mágico eu ainda prefiro o Sócrates, assim ele aceite este golpe de ilusionismo. Agrada-me a ideia. Faz lá alguma coisa.

    ResponderEliminar